Onde comer

Conhecer Montevidéu por seus sabores é um convite a degustar o cardápio gastronômico como uma janela aberta para os valores de nossa comunidade.

A culinária uruguaia, como todas as culinárias regionais, é uma manifestação da cultura de seus habitantes. É o resultado de suas origens étnicas, da geografia e do clima da região, bem como da constante inovação que a globalização trouxe nos últimos anos.

O país possui um pasto excepcional e gado de qualidade que se reflete na abundância de grelhados onde reinam carnes grelhadas e achuras. O crioulo foi antes de tudo criador de gado e carnívoro, por isso é tradicional encontrar porco ou leitão, herança hispânica. O cordeiro é também um produto de alta qualidade e versatilidade, sendo fácil encontrá-lo em churrasqueiras e restaurantes elegantes, já que o Uruguai é produtor e exportador de lã. Mas a oferta não se limita a assado, sous vide, entranhas e achuras. Devido à influência das Canárias, os enchidos de sangue doce abundam com recheios que incluem passas, laranja e chocolate. Mais recentemente, foram incorporados pamplonas, porco ou frango, recheados com queijo, pimentões e azeitonas.

Outro capítulo importante é a panela, de herança hispânica e italiana. Assim, também é possível degustar caçarolas de lentilha, matambre com leite, língua com vinagrete, feijão, tripa (tripa) e pucheros (cozida), que incorporam milho, abóbora e batata doce, produtos ausentes na culinária peninsular.

A contribuição italiana está nas pascualinas, nas milanesas, nas pizzas, nas massas secas e frescas que nos apresentam em variedades e quantidades surpreendentes. E ao lado dos molhos tradicionais italianos, como a bolonhesa, o pesto, a pomarola ou o molho com cogumelos, estão as preparações nativas como o molho Caruso, que costuma acompanhar os capeletis, e o costume de comer nhoque no dia 29 de cada mês.

A gastronomia uruguaia também tem influências de outras culturas. O sotaque britânico aparece nos sanduíches feitos com migalhas de pão fresco e tenro, entre os quais o sanduíche olímpico se destaca pela frescura e o chivito que, tendo a carne grelhada como principal elemento, é um dos favoritos do fast food. Os alemães incorporaram salsichas, especialmente cachorros-quentes (franfurkter) e gosto por mostardas.

A influência francesa impulsiona outros setores, tanto entre os mais jovens que usam a maionese como tempero fundamental nas suas refeições, e que dá origem aos molhos de tártaro e golfe, como no campo mais gourmet, em que receitas de pato, coelho e outros preparações não tão populares, mas igualmente presentes.

Os crepes se popularizaram, e são preparados tanto para preparar lasanhas quanto canelones como sobremesas, entre os quais se destacam o crepe de maçã e as panquecas de doce de leite. Este doce, produto originário do Río de la Plata, é o preferido da população para o preparo de doces. É comum encontrá-lo em sorvetes, crepes, alfajores, bolos, sobremesas nativas (chajá), onde só a imaginação impõe limites.

Os vinhos merecem uma menção especial. Com a reconversão da vitivinicultura ocorrida há cerca de 20 anos, o Uruguai fez questão de se destacar nesta área em todo o mundo, especialmente por sua cepa distinta, mas não exclusiva: Tannat.

As influências autóctones fizeram com que o mate, que era tirado em campanha pelos charrúas, guaranis e crioulos antes do nascimento de nossa nação, com o tempo fosse cada vez mais consumido na capital, independente dos estratos sociais, se transformando em Bebida Nacional.

Montevidéu possui uma variada oferta gastronômica que mostra a diversidade de sua população e suas histórias, conhecê-las e desfrutá-las é uma forma de acessar o modo de vida de seus habitantes.

A cidade tem um grande número de opções de onde ir: restaurantes com pratos elaborados por chefs de prestígio, antigos casarões reciclados, bares e cafés com história, uma combinação perfeita de arte, música e gastronomia.

Conheça Montevidéu pelos sentidos com os sabores que nos identificam, visitando diferentes recantos de nossa cidade para descobrir o melhor de nossa gastronomia. Deixamos um convite aberto para saborear a gastronomia de Montevidéu. Bom apetite!

Información útil